11.6.11

Virando adulto

A coisa mais importante, acho, é achar o que você quer fazer. Você. Não seus amigos, seu namorado, sua família. Achar alguma coisa que você acha que faz relativamente bem e que gosta de fazer. É um caminho longo, tortuoso, cheio de voltas, tropeços, tombos, quedas de prédios altíssimos, dor, lágrimas e suor. Pare de tentar ser seu amigo mais talentoso ou tudo que seus pais queriam ou aquele blogueiro que você mais gosta. É importante perceber que somos todos diferentes e fazemos coisas diferentes. E que você ainda vai descobrir algo que gosta de estudar e que gosta de fazer, diferente de todo mundo. E vai conseguir que alguém te pague por isso - porque pagar o aluguel, o capuccino do lugar onde você rouba o wifi, comprar lentes novas pra câmera e livros novos e viajar pra Istambul ou mesmo pra Ouro Preto são coisas necessárias.

Mas antes de viajar o mundo e redecorar a casa do jeito que você sempre quis, tem que haver dinheiro. E é necessário um emprego que te faça feliz. Você passa um terço da sua vida fazendo isso. Então faça direito.


----

E eis o projeto que me fez tão feliz. Espero que gostem. (Não tem som.)

4 comentários:

Crisca disse...

Sua animação ficou tão fofa! Os traços são simples, mas eu acho que é justamente isso que a torna fofa, mesmo curtinha. Aliás, eu adoro ver coisinhas assim - é claro que é legal admirar animações da Pixar, cheias de inovações tecnológicas e etc, mas certas animações mais simples, em 2D mesmo, conseguem às vezes ser muito mais cativantes que outras feitas utilizando os últimos recursos em tecnologia.

E devo concordar com você. Virar adulto é complicado, discernir entre o que você quer e gosta de fazer leva um pouco de tempo às vezes, e nessas a gente passa por uns apertos, mas vai definir nossa vida pelos próximos anos. E meu - é a melhor parte da vida. A mais gostosa. Muitas oportunidades só surgem nesse período, e depois nunca mais voltam.

Então, façamos direito ;]

'3'~

Becky disse...

Eu sempre soube...

a animação tá linda! parabens!

sobrefatalismos disse...

Eu não gosto de animação, já te contei. mas a sua, literalmente, subiu em meu conceito. Que bom que Você encontrou o que gosta de fazer. E o que você faz, veio do su esforço. Nada há de mais gratificante, moça. Um beijo.

Kamilla Barcelos disse...

Concordo com tudo o que vc disse. Lembro de vc ter falado que tava com um projeto de animação. Gostei de ver o resultado. Ficou muito bom. Muito fofo também.