5.5.13

Lagarta autômata

Acho que decidi investir mesmo no mundo acadêmico quando me vi incrivelmente fascinada por descobrir coisas novas e divulgá-las, pelo simples prazer de saber as coisas, porque quase tudo é fascinante.

Esses dias me apaixonei por um lindo autômato suíço em forma de lagarta. Uma jóia, feita de ouro, pérolas e outras pedras preciosas, datada de 1820.


Fabricada por Henri Maillardet, funciona a partir de minúsculos mecanismos de relojoaria. Tão incrível que quase vira uma borboleta:



Para que serve? Para ser mágico. O século XIX era mesmo incrível, com suas coisinhas que não serviam para absolutamente nada a não ser maravilhar e serem lindas.



Fontes: Retronaut e Altgadget

3 comentários:

Andreia disse...

Eis um facto: já não se fazem as coisas como antigamente. Hoje em dia é tudo tão plastificado, tão mão-de-obra barata. Eu até tenho medo de usar umas desas 'bijuterias' porque na maioria dos casos faço ferida (acontece-me sempre com bricos e colares) e começo a sangrar muito. Antes era tudo detalhado, até o facto de causar alergia ou não.

Aliás, já reparas-te no quão pouco dura a roupa e o calçado nos dias de hoje? Tive um casaco que me durou anos, até que me deixou de servir. (Não que a minha mãe não me pudesse compraroutro, podia.)
É uma coisa fascinante e assustadora ao mesmo tempo. Porque isso só nos faz ser mais e mais consumistas. ._.

Desculpa se divaguei um pouco, mas o teu post é no que me fez pensar. (Acho que vou escrever um post usando este meu comentário como base e o teu post como inspiração. 8D)

Adorei a 'minhoca' (foi no que pensei quando vi a foto no Blogger ~_~ #sorry)

Beijokas

Anna Vitória disse...

Olha, vou fazer a ignorante agora, mas prefiro dizer a verdade: morri de aflição com o vídeo! haha
Odeio lagartas e qualquer bicho rastejante, então imagine só ver uma toda de metal (ainda que seja ouro) fazendo esse barulhão todo!

Desculpe estragar a poesia da coisa, juro que queria ter me emocionado! haha
beijo

Gabriela Couth disse...

Assim como a Anna, achei a coisa mais linda, mais bem cuidada e detalhada, mas fiquei com noja (com A mesmo) dela se mexendo! Não sei o que eu esperava, né. Enfim.

Me pareceu um bicho da Bússola de Ouro! Meio realidade steampunk, sei lá, hahaha.

Mas adorei!
Beijo